Appeal, Oscar D'Ambrosio

A exposição “Appeal”, de Renato Gosling, mergulha em ícones norte-americanos pelo olhar da abundância e da escassez, ou seja, cada obra da exposição não é um elogio ou uma crítica ao “American Way of Life”, mas um convite a uma reflexão sobre como diversos elementos se relacionam com a cultura local, com seus reflexos no Brasil.

 

O olhar do artista aponta que aquilo que se almeja, em excesso, pode provocar desperdício, e a sua falta leva a um sentimento de carência.

O conjunto de obras inclui, entre outras, pinturas abstratas que lidam com as cores da bandeira dos EUA, assemblages com calças jeans, fine arts que trabalham com o chamado copo americano e esculturas de parede que tratam do waffle, que, embora holandês, se tornou símbolo da alimentação do povo americano, e do golfe, criado na Escócia, mas que tem o californiano Tiger Woods como referência.

 

Renato Gosling trabalha com elementos cotidianos que se eternizam na memória popular. As obras apontam que quanto mais se tem, mais se deseja ter. Nesse sentido, cada novo trabalho alerta que todo excesso pode despertar a consciência de que menos pode ser mais na arte e na vida.